quinta-feira, 26 de maio de 2016

A Garota 42


O que eu posso fazer
Com esse sentimento?
Nem sei o que te dizer
Vamos apenas
Aproveitar esse momento!
Te ter é o meu desejo
Sentada do meu lado
Sentir o seu beijo
Me encontro cativado!

Quando eu te vi, pensei:
“Tenho chance?, Não sei”
Na duvida me encontrava
“Será que devo chamá-la?”
A tempos à procurava.

Uma garota de valor
Baixinha e delicada
Parece uma flor
Quero ter seu amor
Ela estava machucada
Desilusão a acertou
Me senti meio bobo
Mas mesmo assim
Me provocou
Seu charme
Me motivou!

Te ponho em meus versos
Não sou um bom poeta
Mas vejo em seus gestos
Que você é a garota certa
Seu amor é minha meta
Que seja feita a promessa
Tenho pressa, a hora é essa
Em te ver farei uma festa
Sem modéstia,
Vamos nessa?

Não pensei à respeito,
Sobre nós dois,
Contigo fico sem jeito
Mesmo sendo imperfeito
Você me seduz
“-Como isso foi acontecer?
Um [Não] deveria receber,
Porém ela me disse [Sim]
E por isso estou assim”
Morrendo de vontade,
De te ver e te abraçar,
Mas não sou covarde
Não quero só
Te tocar!

Quero uma ajuda
A distância, machuca
Me acuda
Que seja sem dor
E nem sem temor
Ou pavor
De me aventurar
Nesse amor
Quero me curar
Velejar neste mar
Sobre a luz do luar
Nos beijar
Sem tempo para nos parar
Que esse sentimento me mova
E que sua ternura
Me comova
Sem censura
Minha cara dama,
Que veste 42
Escrevo esses versos
Pensando em nós dois.

Nenhum comentário:

Postar um comentário